Se mandou falar, eu calo


Se mandou falar, eu calo.
Se mandou sentar, levanto.
Se mandou falar, eu calo.
Se mandou afrouxar aperto.

Samba da melhor qualidade é esse de Arlindo Cruz e Zé Luís, cantado por Fundo de Quintal.
Comecei esse post com esse paradoxo todo para contar uma história:
Eu, no alge dos meus menos de 70 kg e mais de 1,8m de altura, fui parar num Spa.
Esse é o tipo de oportunidade que ninguém pode perder.
Depois de fechar negócio com um cliente novo, que possui um Spa, fomos convidados para "degustar" o serviço. E mesmo contrariando toda a regra eu decidi ir e tive minhas conclusões:

  • Tinha muito menos gordinhos do que eu imaginava;
  • Realmente se come pouco naquele lugar (mas eu peguei a dieta livre);
  • Os gordinhos não gostam de ver os magrinhos comendo muito (sofri bullying);
  • Piscina, sol e água fresca, aquilo é vida;
  • Teve uma hora que a programação musical rolou o CD inteiro do Cartola, perfeito;
  • Só faltou uma roda de samba.

Se mandou fechar a boca, eu como.
Só não posso comer ervilhas de almoço. É aí que quebra a rocha.



A chama não se apagou

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...