Tem hora pra sambar?


Quem desfila na avenida seria o primeiro a falar que não. Afinal não se sabe se sorte ou coincidência a escola do coração parece teimar em desfilar quando o dia está raiando.
Reinaldo cantou: quem é de sambar, samba até de manhã. Pois a lua ilumina o terreiro, convidando o partideiro pra sambar a noite inteira, pagodeando até o sol raiar.
Certa vez, estava dormindo quando o telefone tocou e alguém diz do outro lado: Estamos indo te buscar, tá rolando um pagode na Selma.


Não demorou e lá estava eu, às 3 da manhã, em meio a um churrasco com muito samba, meio inchado e tonto de sono, mas embalado pela levada do partido-alto. O que me levou a crer que pra samba não tem hora, local ou dia certo. Tampouco importa se você tem perna torta ou perna certa, basta ter samba na veia.

Vale tudo, menos perder a hora e arrumar confusão em casa, como em muitos sambas, o partideiro sempre é ameaçado de ficar para fora.
Pela Hora é mais um exemplo clássico de que o relógio é um dos maiores inimigos do samba.



A chama não se apagou

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...