Quando acaba a valentia de um homem


Já diria Benito, acaba a valentia de um homem quando a mulher que ele ama, vai embora.
E, meu amigo, nessa hora não existe mais o machão nem o boêmio.
Aquele papo de vem curar o seu nego que chegou de porre lá da boemia, era só no tempo da Amélia.
Se as mulheres são até presidentes, imagine o que não podem fazer com um malandro que pensa que ainda vive na década de 30?
É malandro, eu ando querendo falar com você, fica esperto, quem tem seu biscoitinho guarda no bolso pra não pedir desculpas por suas andanças. Porque Inez foi embora e Maria não volta mais.

Minhas Andanças, O Samba Roots da Semana.





A chama não se apagou

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...