Raridade. Entrevista com FDQ no Cacique de Ramos



Raridade. Assista essa reportagem e compare o que mudou no jeito de fazer samba do Grupo Fundo de Quintal desde a década de 1990: nada.
Tirando a saída de alguns integrantes, a paixão, os instrumentos e a essência continua a mesma, se não tiver mais forte. Vale a pena assistir a reportagem, extraída de um VHS, e se orgulhar junto comigo de termos no Brasil e no samba um grupo tão apaixonado pelo que faz. 
Seja como for, até hoje o coro come debaixo da velha árvore e é assim que se faz samba lá debaixo da tamarineira.





Leia a entrevista do Meu Samba é Roots com Ubirany.


A chama não se apagou


@camposdennis

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...