Samba, o ritmo mais democrático


No samba cabe todo mundo, homem, mulher, velho, novo, bonito, feio e assim por diante.

Toca violão? Entra na roda.

Prefere o cavaco? Tem habilidade no solo? Entra também.

Não sola? Pega o banjo.

Tem braço forte? Pega o pandeiro ou rebolo.

Não tem? Pega o tantan e marca.

Não leva jeito pra isso? Marca na palma da mão.

Sem coordenação alguma? Canta.

Voz possante? Canta um dolente.

Limitado no timbre? Partido alto.

Bom com as palavras? Versa.

Não sabe a letra? Vem no refrão.

Não decora nada? Espera o La La ia.

Não decorou a melodia? Então dança.

Não dança? Ah! Então segura criança.

A chama não se apagou

@camposdennis

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...