Arlindo Cruz, o Sambista Perfeito

Elegante do jeito Paulinho, Cativante do jeito Martinho. Arlindo Cruz conseguiu descrever, em um samba, o sambista perfeito. A faixa que deu nome ao álbum, lançado em 2007, tornou-se o apelido do próprio Arlindo. Na música são reveladas suas referências, como seu professor Antônio Candeia.


O sambista perfeito devia nascer com a luz de Candeia
Que animava o terreiro em noite de chuva ou de lua cheia
E ainda ser valente sem dar bofetão, cabeçada ou rasteira
Mas brigar pela arte, a parte melhor de Geraldo Pereira

Elegante do jeito Paulinho
Cativante do jeito Martinho
Ser malandro e contagiante do jeito Zeca Pagodinho

Orfeu intuitivo, senhor e cativo nas artes do amor
A vida aventureira e no bolso a carteira de trabalhador
Um lenço muito bem perfumado
O sapato de cromo engraxado
O sambista completo devia ser neto dos antigos bambas

Mente aberta no corpo fechado
Contra plágio, pedágio e muamba
O sambista perfeito devia ser feito à imagem do samba

A chama não se apagou

@camposdennis

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...